quarta-feira, 25 de março de 2009

A Abetarda e a filatelia

Caros colegas,
deixo-vos aqui um artigo sobre a Abertada que foi amavelmente cedido pelo Sr. Americo Rebelo.

Desde já convido outros filatelistas a participarem com as suas investigações.

Saudações filatélicas



ABETARDA

Ordem: Gruiformes
Família: Otididae
Espécie: Otis Tarda

A Abetarda ou Abetarda Comum, cujo o nome científico é “ Otis Tarda “, é considerada uma das maiores aves da Europa, e dentro das espécies voadoras é considerada a maior do mundo.

Existem 23 espécies de Abetardas, cujo o tamanho varia entre de 75 a 130 cm., sendo os machos maiores que as fêmeas, pesando cerca de 16 kg, e a fêmea cerca de 6Kg. A plumagem dos machos é em tons de castanho-avermelhado, e a da fêmea não é tão colorida, sendo da cor da erva seca, o que lhe permite permanecer escondida em relação aos seus predadores.

Quando ameaçadas, estas espécies deslocam-se andando ou correndo rapidamente, apesar de voarem. È considerada uma ave de caça muito apreciada pela sua carne. Esta espécie encontra-se nas planícies e desertos do Sul da Europa, Ásia, Africa e Austrália.

A zona aonde existe maior população europeia é na Península Ibérica, havendo em Espanha cerca de 14.000 aves, e em Portugal cerca de 800 aves que se encontram essencialmente nas planícies alentejanas, mais propriamente em Castro Verde, Mourão, Moura e Barrancos. A Abetarda vive em bandos de cerca de 20 indivíduos, passando parte do seu tempo escondida no meio das plantações dos cereais e estepes.

A época do acasalamento tem o seu início nos princípios de Março, terminando nos fins de Maio. O ninho é construído no chão no meio das ervas ou de culturas, sendo depois revestido de vegetação local. Faz uma postura por ano, pondo em média 2 a 4 ovos, sendo o período da incubação de 24 dias.

O macho é polígamo, e depois de acasalar desliga-se da criação formando pequenos bandos com outros machos. Estas aves são herbívoras, e a sua alimentação preferida é a base de plantas. Come também algumas sementes, insectos, e pequenos vertebrados como lagartixas e ratos do campo.

A Abetarda é considerada uma espécie ameaçada a nível mundial, e em Portugal está classificada como uma ” espécie vulnerável”, estando englobada em termos Europeus na categoria SPEC 1 – SPECIES OF EUROPEAN CONSERVATION CONCERN. Esta designação ou classificação são para espécies que têm uma população demasiado ameaçada, e que originam grandes preocupações de conservação a nível europeu.


Bibliografia consultada:

Enciclopédia Os Segredos da Natureza
Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal – Instituto da Conservação da Natureza
Guia das Aves – Assírio & Alvim – Spea
Atlas das Aves Ivernantes do Baixo Alentejo – Spea
O Mundo das Aves – Colecção Natureza de G.F.Sacarrão – Ano de 1955
Guia de Campo Blume – Aves Terrestres – Editora Blume
Enciclopédia das Aves – As verias espécies e seus habitats
Catalogo de Selos Temáticos – Fauna – Aves – Grupo Ainsa – 24 Edicion
Pagelas dos CTT de Portugal

2 comentários:

Anónimo disse...

Hello, as you can see this is my first post here.
In first steps it's really good if someone supports you, so hope to meet friendly and helpful people here. Let me know if I can help you.
Thanks and good luck everyone! ;)

Núcleo de Filatelia de Faro (ATAF) disse...

Hello,

many thanks by your comment.

If you want you can send us an email.

nucleofilateliafaro@gmail.com

Best regards

Ligações

Related Posts with Thumbnails